Superando a Procrastinação
Superar Procrastinação

Superando a Procrastinação

As oportunidades costumam se disfarçar.

Reflita sobre essa frase.

Muitas experiências vivenciadas nada mais são do que degraus a serem galgados para nos preparar, trilhando o caminho necessário para atingir os objetivos pretendidos.

Ter um olhar positivo e abraçar cada desafio, dedicando-se e entendendo que existe um propósito por trás de cada ação é uma das formas de lidar com as dificuldades do dia a dia, confiando, acima de tudo, na nossa capacidade.

A mente e o cérebro são instrumentos poderosos, que estão à nossa disposição para tomarmos decisões.

A indecisão é uma deficiência, muitas vezes, decorrentes dos sistemas educacionais que dificilmente preparam para aguçar o senso crítico nem estimulam o hábito de tomar decisões definitivas.

Uma deficiência que muitas vezes começa na juventude e é carregada até a vida profissional.

Responda para si mesmo: o que o levou a escolher sua profissão atual? Foi uma decisão genuinamente própria ou foi guiada por expectativas de outras pessoas, pelo hábito de seguir a maioria, por ser uma oportunidade mais prática, favorecida de algum modo?

Existe uma tendência que nos conduz no “modo automático” – por força do hábito – e, quando é necessário sair desse padrão, tendemos a procrastinar, deixando para amanhã o que precisamos fazer hoje.

É claro que algumas vezes existem outras situações que resultam na procrastinação, não podemos generalizar.

Contudo, fazer uma autoavaliação, entender os motivos pelos quais adiamos decisões e tomar uma nova atitude é fundamental para experimentar uma vida mais leve, mais tranquila, mais saudável.

Procrastinar impacta de várias formas, algumas vezes traz desorganização, gera ansiedade e desmotivação. Cuidado.

Quando existe um cenário, em que nos vemos protelando, sem enxergar um meio de reverter o quadro, ou sequer motivados a refletir a respeito, é muito importante parar e buscar ajuda.

Cultivando bons hábitos para superar a procrastinação

Exercite a sua mente
Ler, buscar informação de qualidade, relacionar-se, assistir filmes e palestras, usar a internet para pesquisar novos olhares e interpretações, comparar, refletir, buscar cursos e investir no desenvolvimento pessoal são hábitos que mantém nossa mente ativa e aguçam tanto o nosso senso crítico quanto o poder de decisão.

Cuidado com a opinião alheia
Muitas vezes nos guiamos pensando no que os outros acharão das nossas atitudes ao invés de pautar nossas decisões unicamente em motivos próprios e relevantes. Ser autor da própria história independente de terceiros é fundamental.

Planejamento
Organize as ideias, metas e objetivos. Saber aonde se deseja chegar e como fazê-lo, comparando com o que se tem feito é muito útil para vislumbrar que atitudes precisam ser tomadas.

“Quando se está preparado para uma situação, ela acaba acontecendo”

Todos temos sonhos.

Sonhos conduzem nossa caminhada e a fé na realização pode ser a mola propulsora necessária para a tomada de decisão.

Confiar que só recebemos o que somos capazes de administrar, entender que a vida é feita de pequenas vitórias e que tudo tem um propósito são algumas das forças que nos movem.

Se você tem um objetivo, tome decisões, subindo um degrau de cada vez pois “quando se está preparado para uma situação, ela acaba acontecendo”.

Deixe uma resposta

Fechar Menu